terça-feira, 22 de fevereiro de 2011

Christina Aguilera: The Voice Within


Young girl, do not cry; I will be right here when your world starts to fall. Young girl, it is all right; your tears will dry, you will soon be free to fly.
When you are safe inside your room, you tend to dream of a place where nothing is harder than it seems; no one ever wants or bothers to explain of the heartache life can bring and what it means.
When there is no one else, look inside yourself - like your oldest friend, just trust the voice within! Then, you will find the strength that will guide your way - you will learn to begin to trust the voice within.
Young girl, do not hide; you will never change if you just run away. Young girl, just hold tight; soon you are going to see your brighter day.
Now, in a world where innocence is quickly claimed, it is so hard to stand your ground when you are so afraid! No one reaches out a hand for you to hold. When you look outside, look inside to your soul. (...)
Life is a journey - it can take you anywhere you choose to go. As long as you are learning, you will find all you will ever need to know. Be strong, you will break it! Hold on, you will make it! Just do not forsake it, because no one can tell you what you cannot do - no one can stop you. You know that I am talking to you! (...)

12 comentários:

S. disse...

Gostava de conseguir dizer isto tudo a mim mesma e que isso tivesse algum resultado prático nas minhas acções.

Ali onde está a negrito e sublinhado, está strenght em vez de strength ^^

leoa disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Cármen disse...

S.: Por acaso esqueci-me de colocar no rodapé que esta música é dedicada a todos os que precisam de rever as suas prioridades, para que se convençam de uma vez por todas que a Razão (exercida com coragem) é o único caminho para a felicidade, ao contrário do que a maioria pensa - e quando falo em convencerem-se disso, não falo de reconhecerem a validade de uma teoria, mas sim que esta é a verdade e de que, finalmente, saibam tão bem que isto é o correcto e que só o correcto traz a felicidade que o farão, determinados. Esqueçam as lamechices, o fútil e o material, pessoal! Agarrem-se às formas, que essas, sim, são seguras! Não se iludam com efeitos químicos e hormonais, pá.
Tudo isto porque, para mim, the voice within é a Razão, a consciência.

S. disse...

Cármen para presidente :D
A sério, se eu te conhecesse pessoalmente acho que a minha vida mudava.

leoa disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Cármen disse...

S.: Tenho de te confessar que esse teu comentário me deixou de boca aberta, mas depois do lisonjeio... Pá, se calhar era mesmo isso que tu precisavas. Eu gasto muita da minha energia a fazer críticas racionais e os meus amigos não escapam... nalguns casos, pelo contrário, como é o do Ruben, que a toda a hora me ouve a criticá-lo. Eu não compreendo... no teu caso, pode ser diferente, porque o facto de não estares pessoalmente em contacto com alguém que te confronte com a verdade com frequência pode levar-te ao desleixe... mas o caso deles, principalmente o dele, às vezes frustra-me! Coisas básicas que se deve ter e que eu estou sempre a alertar para as mesmas... e ele simplesmente me olha com um sorriso de inconveniência ou de exagero e eu, que penso que lhe serviu de emenda, engano-me sempre, pois, se for preciso, faz o mesmo de seguida, embora saiba que está errado! Grr. E depois diz-me a minha stôra de Português que eu ando alterada e deseja-me as melhoras, ao despedir-se de mim! ><

S. disse...

Bem, eu realmente às vezes preciso que me tirem do meu mundo de fantasia e me "esfreguem" a realidade na cara.
O Rui (riga) costuma falar muito comigo e ajuda-me a ver as coisas como deve ser.
Mas contigo seria diferente. Seria interessante ver as críticas que me farias xD

Cármen disse...

S.: Eu não sei que pancada é essa que ganhaste por me veres ao vivo. Deves achar que sou algo de extraordinário e realmente interessante de observar. Havia de ser lindo, eu a reagir espontânea e criticamente a tudo, expressiva como sempre, mas a falar muito a sério e tu a rires-te, sarcasticamente. :))) Eu costumava fazê-lo com um amigo meu. Acho que, por causa disso, ele nunca soube quando eu estava a concordar com ele e a achar-lhe piada ou apenas a achar-lhe piada ou a achar-lhe piada por dele discordar. (Encolhe os ombros.) É irrelevante.
Ah, é verdade, já corrigi o erro.

S. disse...

ahahah era giro, sem dúvida :)
É que estou farta de conhecer pessoas desinteressantes e superficiais. Conhecer-te pessoalmente seria bom :)

Cármen disse...

S.: :$ Obrigada. :)

Cota disse...

Esta voz é perfeita =)

Cármen disse...

Cota: Tal como a letra. :)