sexta-feira, 24 de junho de 2011

"Think for yourself, question authority."

«Throughout human history, as our species have faced the frightening, terrorizing fact that we do not know who we are or where we are going in this ocean of chaos, it has been the authorities (the political, the religious, the educational authorities) who attempted to comfort us by giving us order, rules, regulations - informing, forming in our mind their view of reality.
To think for yourself you must question authority and learn how to put yourself in a state of vulnerable, open mindedness, chaotic, confused vulnerability to inform yourself
Timothy Leary

11 comentários:

Adriana disse...

Já tens um quinto selo! Muitos parabéns! Ainda não o tinha visto x)
Gosto deste post, tanto quanto gosto da expressão "as regras foram feitas para serem quebradas", lol.
Beijos!

Cármen disse...

Adriana: Eu não concordo com isso, ao passo que concordo plenamente com a entrada que publiquei. :) As únicas regras que devem ser quebradas são as que não são as nossas, as verdadeiras, aquelas que determinamos depois da reflexão, e que, simultaneamente, vão de encontro às nossas próprias regras. :) Autonomia.
Obrigada. :)
Estou cheia de saudades tuas! :(

Riga/V-1-Boy disse...

bem vinda aos rigaboteanos anonimos( ou nem tanto)

Cármen disse...

Riga/V-1-Boy: Anónimos? o_O

Riga/V-1-Boy disse...

pois, dai o nem tanto.

na leves a mal o eu ter uma visao da politica um bocado estranha, é daquelas coisas em que sou um optimista por natureza, e que prefiro deixar uem está trabalhar, votar em consciencia quando é altura( e digo-te desta vez só decidi mesmo na hora, tive na duvida até ai), e sou contra este tipo de movimentos bota abixistas sem ideias, apenas a critica a tudo, por isso o falrmos em politica acaba por ser um pouco estranho porque nao sendo de nenhum partido em especial, vejo as coisas e uma maneira um bocado diferente do habitual

Adriana disse...

Tens razão, há regras que até fazem sentido xD
Também tenho saudades tuas =) Com os exames, tenho andado mais ocupada.
Temos mesmo de falar. Vê se arranjas um telemóvel xD

Cármen disse...

Riga/V-1-Boy: Não seres de nenhum partido em particular não implica que não tenhas espírito crítico. Eu respeito os políticos quando estes respeitam o seu povo. A política é contratual, e ambos os outorgantes devem respeitar os compromissos a que se propõem cumprir.
Não levo a mal que sejas optimista, mas acho mais importante seres realista e perceber que há coisas que não podemos deixar andar. Não podemos deixar que os nossos políticos nos governem como bem lhes apetecer, afinal eles estão a governar as NOSSAS vidas.

Adriana: Eu tenho é de arranjar autorização para falar "ao vivo e a cores", não é através de ondas electrónicas de um telemóvel...

Cármen disse...

Riga/V-1-Boy: Ah, e em relação ao "anónimos". Eu não percebi mesmo o que querias dizer, não estava a ser sarcástica, céptica ou irónica... não percebi, de todo.

Adriana disse...

Sim, realmente, seria melhor. Mas um telemóvel não era mau xb

Cármen disse...

Adriana: O telemóvel não deixa dar abraços. :3 E tu sabes que eu adoro apertaaaaaaaaaaaaaaaar um corpo contra o meu. Ok, talvez nem tanto. :))

Adriana disse...

xDD Right, right!